sábado, 15 junho 2024
- Publicidade - spot_img
HomeSaúdeAspirina será testada em tratamento de câncer de mama agressivo

Aspirina será testada em tratamento de câncer de mama agressivo

Date:

Related stories

Rechaud explode em restaurante e jovem fica com 54% do corpo queimado

Um incêndio no restaurante Sunugal Bistrô, na 406 Norte,...

Suspeito de feminicídio já foi preso por homicídio e crimes sexuais

Wederson Aparecido Ananias de Moura, 36 anos, é considerado...

Em polêmica dos hospitais, CLDF publica nota contra CFM: “Intimidação”

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) emitiu nota...

Vítima de feminicídio morreu esfaqueada na frente do filho, de 4 anos

Oitava vítima de feminicídio no Distrito Federal em 2024,...

Feminicídio: saiba quem é a mulher morta a facadas na frente do filho

Mãe de três filhos, Jainia Delfina de Assis, 42...
spot_img

Pesquisadores britânicos vão testar pela primeira vez em pacientes se a aspirina pode ajudar a combater o câncer de mama agressivo, tornando os tumores difíceis de tratar mais responsivos a medicamentos contra o câncer.

O teste clínico, realizado em mulheres com câncer de mama triplo-negativo, está sendo conduzido por uma equipe da Christie NHS Foundation Trust, em Manchester, no Reino Unido.

Os médicos suspeitam que são as propriedades anti-inflamatórias da aspirina, e não seu efeito analgésico, que auxiliam no tratamento.

Os estudos em animais já mostraram resultados encorajadores.

Há algumas evidências de que a aspirina pode ajudar a prevenir alguns outros tipos de câncer e diminuir o risco de propagação da doença.

Mas é muito cedo para recomendar que as pessoas comecem a tomar o medicamento. Mais pesquisas a respeito são necessárias.

Cerca de 8 mil mulheres são diagnosticadas com câncer de mama triplo-negativo no Reino Unido a cada ano — um tipo de câncer de mama menos comum, mas geralmente mais agressivo, que afeta desproporcionalmente mulheres mais jovens e negras.

Esses tumores não possuem os receptores que alguns outros cânceres de mama têm, o que significa que certos tratamentos, como o herceptin, não vão funcionar. Embora outros medicamentos e tratamentos possam ajudar

Fonte : Correio Braziliense.

Assine

- Nunca perca uma história com notificações

- Obtenha acesso total ao nosso conteúdo premium

- Navegue gratuitamente em até 5 dispositivos ao mesmo tempo

Últimas notícias

-Publicidade -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here