terça-feira, 25 junho 2024
- Publicidade -
HomePolíticaRússia caminha para possível ataque nos próximos dias, alerta Biden.

Rússia caminha para possível ataque nos próximos dias, alerta Biden.

Date:

Related stories

Homem é preso após agredir e esganar companheira em Formosa. Vídeo

Policiais civis da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher...

Pé de coelho: polícia prende grupo por golpe de R$ 100 mil em lotérica

As polícias civis de Goiás e do Pará deflagraram,...

Ônibus escolar pega fogo em garagem na Cidade do Automóvel. Vídeo

Um ônibus de transporte escolar pegou fogo em uma...

MP e CLDF apuram expulsões de autistas no Colégio Militar Tiradentes

Após famílias denunciarem a exclusão de estudantes neurodivergentes do...

Denúncia sobre sumiço de rim: corpo de idosa será exumado nesta terça

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) determinou...
spot_img

Em comunicado aos jornalistas, o presidente dos EUA disse não ter planos de conversar com Vladimir Putin.

O presidente dos Estados UnidosJoe Biden, afirmou, na manhã desta quinta-feira, 17, que a Rússia pode invadir a Ucrânia nos próximos dias. O anúncio foi feito quando ele estava saindo da Casa Branca em direção a Ohio. Aos jornalistas presentes no local, Biden disse que há todos os indícios de que a Rússia está preparada para entrar na Ucrânia, e que ele não tem planos para conversar com o presidente russo, Vladimir Putin. Também pela manhã, a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Linda Thomas-Greenfield, já havia falado sobre uma invasão iminente da Ucrânia, apesar de seus anúncios de retirada de tropas russas.

A diplomata disse ter pedido ao secretário de Estado americano, Antony Blinken, que participasse da reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre a Ucrânia, para marcar o intenso compromisso com a diplomacia. A reunião a qual se refere está agendada há várias semanas e será presidida pelo vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, e também contará com a presença do vice-ministro britânico para a Europa, James Cleverly. Segundo Linda, Blinken chegará à ONU com objetivo de deixar claro ao mundo que os Estados Unidos têm feito todo o possível para evitar uma guerra. “Nosso objetivo é transmitir a gravidade da situação. Este é um momento crucial” afirmou.

Rússia mantém aumento de tropas

Apesar dos constantes anúncios sobre a retirada das tropas, as autoridades do governo americano e o general Lloyd Austin reforçam que a Rússia continua aumentando seu contingente e capacidade militares na fronteira com a Ucrânia. Eles afirmam que o número de soldados russos se aproxima de 150 mil e destacam que algumas dessas tropas se aproximam, pouco a pouco, da fronteira. Os aliados da Organização do Atlântico Norte (OTAN) detectaram forças russas voando em mais aviões de combate e de apoio. “Estamos vendo-os aguçar sua prontidão no Mar Negro. Estamos vendo-os, inclusive, se abastecer de sangue”, declarou Austin.

*Com informações da AFP

Assine

- Nunca perca uma história com notificações

- Obtenha acesso total ao nosso conteúdo premium

- Navegue gratuitamente em até 5 dispositivos ao mesmo tempo

Últimas notícias

-Publicidade -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here