sexta-feira, 19 julho 2024
- Publicidade -
HomeBrasilBolsonaro autoriza transformação de clubes de futebol em empresas

Bolsonaro autoriza transformação de clubes de futebol em empresas

Date:

Related stories

Conselho vota indicação de faixa de pedestre a Patrimônio Cultural Imaterial

Decisão sobre reconhecimento será tomada nesta sexta (19), às...

Sancionada Lei que cria os Conselhos de Juventude do DF

A Lei 7.529/2024, sancionada pelo GDF, foi apresentada pela...

Israel aprova resolução contra criação de Estado palestino

Texto obteve 68 votos a favor, em um Parlamento...

Haddad antecipa anúncio e diz que governo vai congelar R$ 15 bi em despesas

“São R$ 3,8 bilhões de contingenciamento e R$ 11,2...
spot_img

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com vetos, o projeto de lei 5516/19, do Senado Federal, que estimula a transformação dos times de futebol em empresas sociedade anônima e prevê regras de parcelamento das dívidas atuais dos clubes. Já aprovado pelo Congresso, o texto foi publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (9).

O projeto autoriza que todos os bens e direitos serão transferidos à SAF (Sociedade Anônima de Futebol), que poderá emitir títulos. Atualmente, os clubes de futebol são caracterizados como uma associação civil sem fins lucrativos.

Com a sanção do projeto, ganham a possibilidade de se trasformar em empresa todo clube dedicado ao fomento e à prática do futebol, sociedade empresarial dedicada ao fomento e à prática do futebol e entidade de administração: confederação, federação ou liga que administra, dirige, regulamenta ou organiza competição profissional da modalidade.

Um dos títulos que poderão ser emitidos são as debêntures, com prazo mínimo de dois anos de vencimento e remuneração mínima igual à da poupança, permitindo-se remuneração variável vinculada às atividades da sociedade. Esses títulos deverão ser registrados em entidades de registro autorizadas pelo Banco Central e não poderão ser recompradas pela SAF.

“Os recursos captados por meio de debêntures-fut deverão ser alocados no desenvolvimento de atividades ou no pagamento de gastos, despesas ou dívidas relacionados às atividades típicas da Sociedade Anônima do Futebol previstas nesta Lei, bem como em seu estatuto social”, diz o texto.

A Sociedade Anônima do Futebol que tiver receita bruta anual de até R$ 78 milhões poderá realizar todas as publicações obrigatórias por lei de forma eletrônica, incluídas as convocações, atas e demonstrações financeiras, e deverá mantê-las, no próprio sítio eletrônico, durante o prazo de 10 anos.

Fonte: R7.

Assine

- Nunca perca uma história com notificações

- Obtenha acesso total ao nosso conteúdo premium

- Navegue gratuitamente em até 5 dispositivos ao mesmo tempo

Últimas notícias

-Publicidade -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here