sexta-feira, 19 julho 2024
- Publicidade -
HomeNoticiasBombeiros combatem incêndio em fábrica de Xaxim; Defesa Civil alerta para risco...

Bombeiros combatem incêndio em fábrica de Xaxim; Defesa Civil alerta para risco de intoxicação pela fumaça

Date:

Related stories

Conselho vota indicação de faixa de pedestre a Patrimônio Cultural Imaterial

Decisão sobre reconhecimento será tomada nesta sexta (19), às...

Sancionada Lei que cria os Conselhos de Juventude do DF

A Lei 7.529/2024, sancionada pelo GDF, foi apresentada pela...

Israel aprova resolução contra criação de Estado palestino

Texto obteve 68 votos a favor, em um Parlamento...

Haddad antecipa anúncio e diz que governo vai congelar R$ 15 bi em despesas

“São R$ 3,8 bilhões de contingenciamento e R$ 11,2...
spot_img

Cerca de 20 bombeiros trabalham nesta manhã de sexta-feira (3) no combate ao incêndio a uma fábrica de embalagem em Xaxim, no Oeste catarinense. Por conta da fumaça, a Defesa Civil de Santa Catarina informou que há risco muito alto de intoxicação para quem reside em três cidades da região. Sete pessoas precisaram de atendimento médico após o início das chamas.

Em um alerta, o órgão afirmou que produtos químicos liberados na atmosfera durante o incêndio podem ser transportados pelo vento. Os municípios em risco mais crítico são: Chapecó, Arvoredo e Seara. O risco é moderado para moradores de Cordilheira Alta, Paial e Itá.

O fogo começou por volta das 15h. Nesta manhã, já houve redução das chamas, mas há pelo menos dois focos de incêndio persistentes no local. Segundo o Corpo de Bombeiros, não há riscos para edificações vizinhas e os trabalhos seguirão ao longo do dia, com a chegada de novos socorristas.

Já foram utilizados mais de 500 mil litros de água e os bombeiros solicitaram apoio na força-tarefa de empresas privadas para disponibilizar caminhões para o transporte de água.

Segundo o tenente-coronel Marco Antônio Eidt, a área atingida pelo fogo é de cerca de 13 mil metros quadrados. Com a queda do teto de metal da fábrica, boa parte da matéria-prima, que é polipropileno (material combustível), ficou encoberta e o combate às chamas desta manhã se concentram no perímetro.

“É muito dificultoso o acesso. Na parte que foi possível acessar com as nossas equipes ja foi feito o combate. Existe em torno de 25% a 30% da área da empresa que estava em chamas que ainda está em chamas e é basicamente o local onde tinha a maior quantidade de matéria-prima”, explicou Eidt.

Nesta manhã, dois servidores estão internados no Hospital Frei Bruno.

A orientação da Defesa Civil é para que a população fique em casa, com as portas e janelas fechadas. Cerca de 250 pessoas estavam na empresa quando o incêndio começou. Pelos controles internos, todas saíram a tempo, segundo os bombeiros.
Fonte: G1.

Assine

- Nunca perca uma história com notificações

- Obtenha acesso total ao nosso conteúdo premium

- Navegue gratuitamente em até 5 dispositivos ao mesmo tempo

Últimas notícias

-Publicidade -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here