sexta-feira, 19 julho 2024
- Publicidade -
HomeBrasíliaDo crime à prisão: veja as 21 horas após homem matar companheira

Do crime à prisão: veja as 21 horas após homem matar companheira

Date:

Related stories

Conselho vota indicação de faixa de pedestre a Patrimônio Cultural Imaterial

Decisão sobre reconhecimento será tomada nesta sexta (19), às...

Sancionada Lei que cria os Conselhos de Juventude do DF

A Lei 7.529/2024, sancionada pelo GDF, foi apresentada pela...

Israel aprova resolução contra criação de Estado palestino

Texto obteve 68 votos a favor, em um Parlamento...

Haddad antecipa anúncio e diz que governo vai congelar R$ 15 bi em despesas

“São R$ 3,8 bilhões de contingenciamento e R$ 11,2...
spot_img

Maiqui Pedro dos Santos, 33 anos, está preso após ter assassinado a companheira, Simone Santos Ribeiro, de 41 anos. Com uma facada na jugular, ele tirou a vida da mulher com quem dividiu os últimos dois anos e com quem tinha uma filha, de 1 ano. O crime inclusive teria ocorrido na frente da bebê, por volta das 20h de segunda-feira (13/5).

O suspeito foi detido em uma área rural no município de Unaí, em Minas Gerais, e levado à 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá) às 17h do dia seguinte. Ele será indiciado por homicídio qualificado, com motivo torpe, dificultando a defesa da vítima e na frente de criança, podendo chegar a 45 anos de prisão.


0

Foram cerca de 21 horas de buscas pelo Distrito Federal e entorno para capturar Maiqui. Câmeras de segurança, imagens públicas, denúncias foram aos poucos montando um quebra-cabeça para que a Polícia Civil do DF pudesse localizar o suspeito. “Todos os recursos que a gente tinha de investigação foram usados para encontrá-lo”, declarou a delegada Íris Helena Rosa. “Hoje ninguém mais está escondido, todos os recursos da polícia nos levaram a encontrar e declarar o flagrante”.

Maiqui foi encontrado no meio de uma plantação de trigo na área rural. A polícia usou helicópteros para fazer o acompanhamento aéreo. Veja a cronologia daquele crime.

Crime

O clima era de término antes de Simone Santos Ribeiro, de 41 anos, ser assassinada pelo companheiro Maiqui Pedro dos Santos, 33 anos. Eles estavam em processo de separação quando saiu de casa levando as roupas para a casa de um parente no Varjão. A ideia era de que ele fosse embora, mas o homem retornou à casa e, pulando um muro de escola, quebrou a janela e entrou no apartamento no segundo andar da quadra 378 do Itapoã.

Naquele local, estava Simone com a filha do casal, uma criança de apenas 1 ano. O crime ocorreu por volta das 20h. Vizinhos teriam ouvido gritos e pedidos de socorro, chamando a polícia. Em cerca de 5 minutos, Maiqui saiu, desta vez pela porta, levando a bebê para dentro de um carro que estaria esperando por ele.

O corpo de Simone ainda vai passar por perícia, mas foi identificado que ela foi esfaqueada no pescoço, o que deixou a casa totalmente ensanguentada. O crime teria ocorrido em frente à criança. “Pelo corte ter sido na jugular, a casa ficou totalmente ensanguentada”, declarou a delegada.

Fuga

“Dificilmente alguém teria fugido por tanto tempo sem alguma ajuda”, apontou a delegada Iris Helena Rosa. Maiqui havia trocado a roupa que usou crime e vestia trajes limpos quando foi capturado. Ele fugiu em um Volkswagen Crossfox branco.

Antes de fugir, Maiqui levou a criança para a casa do irmão, no Varjão. A menina foi resgatada pela polícia civil e está em bom estado de saúde. Os avós paternos estão cuidando da criança por demonstrarem vínculo afetivo com a bebê. O conselho tutelar deverá acompanhar o caso.

Ele tinha a clara pretensão de fuga, uma vez que ele foi encontrado em uma região de difícil acesso”, conta a delegada. Segundo Iris Helena, o homem possivelmente teve ajuda para fugir. “A gente não pode afirmar categoricamente quem foram as pessoas que o ajudaram, mas, diante das circunstâncias e da rapidez que ele conseguiu se evadir do local do crime, sim, teve ajuda”.

Prisão

Maiqui foi capturado em uma área de mato perto de um comércio em um local do interior de Unaí. De lá, ele foi levado diretamente para a delegacia. Foram cerca de duas horas de distância pelo trajeto. Veja o momento em que o suspeito foi encontrado em meio a uma plantação de trigo:

Em depoimento, ele confessou que assassinou a mulher, que teria feito alegando ciúmes e uma suposta traição. O homem foi preso em flagrante e deve ser indiciado a homicídio qualificado.

Maiqui passará por audiência de custódia nesta quarta-feira (15/5), que vai decidir se permanece preso ou se pode aguardar as investigações em liberdade.

O velório da vítima está marcado para as 13h30 desta quarta-feira (15/5) no cemitério de Planaltina. O sepultamento deve ocorrer às 16h. .

Assine

- Nunca perca uma história com notificações

- Obtenha acesso total ao nosso conteúdo premium

- Navegue gratuitamente em até 5 dispositivos ao mesmo tempo

Últimas notícias

-Publicidade -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here