terça-feira, 25 junho 2024
- Publicidade -
HomeEconomiaÍndice de desempenho aponta evolução positiva das pequenas indústrias

Índice de desempenho aponta evolução positiva das pequenas indústrias

Date:

Related stories

APESAR DO AMPLO DOMÍNIO, BRASIL EMPATA COM A COSTA RICA

Seleção Brasileira criou várias chances, mas o placar não...

Tendas de acolhimento foram responsáveis por mais de 54 mil atendimentos

Nos próximos dias, estruturas localizadas na Asa Norte, Varjão...

Mortes no RS sobem para 178; 34 pessoas estão desaparecidas

Mais de 2 milhões de gaúchos foram afetados pelas...

Consumo de eletricidade do país aumenta 7,3% no primeiro trimestre

Classes residencial, comercial e industrial tiveram as maiores altas O...

Contas externas têm saldo negativo de US$ 3,4 bilhões em maio

Investimentos diretos somaram US$ 3 bilhões As contas externas do...
spot_img

Levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI) aponta que as micro e pequenas indústrias (MPMEs) evoluíram no segundo trimestre de 2021. O relatório técnico Panorama da Pequena Indústria destaca melhora na situação financeira, na confiança e nas perspectivas dos micros e pequenos empresários. Na média, o indicador registrou, no período, 46,5 pontos, resultado acima da média do primeiro trimestre deste ano (43,9 pontos) e do segundo trimestre de 2020 (34,1 pontos, influenciado pela pandemia).

“Para os próximos meses, há uma expectativa de novo aumento desse indicador, em decorrência do avanço da vacinação no Brasil, que está atingindo faixas etárias da população economicamente ativa, do aumento do volume de produção e da manutenção da criação de empregos no setor industrial”, aponta a CNI. A melhora do desempenho nos últimos dois meses interrompe a instabilidade enfrentada no início do ano, refletida na queda do indicador de 0,6 ponto de janeiro para fevereiro, no aumento de 0,3 ponto de fevereiro para março e na queda de 0,2 ponto de março para abril.

As perspectivas positivas têm como base, entre outros, o Índice de Situação Financeira, que chegou a 42,3 pontos, com aumento de 4,5 pontos em relação ao primeiro trimestre de 2021. “A melhora está relacionada à satisfação com o lucro operacional e com a facilidade de acesso ao crédito no período”, destaca o relatório. E isso aconteceu pela renovação e a permanência do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), que impactou positivamente a expectativa dos agentes.

Fonte : Correio Braziliense.

Assine

- Nunca perca uma história com notificações

- Obtenha acesso total ao nosso conteúdo premium

- Navegue gratuitamente em até 5 dispositivos ao mesmo tempo

Últimas notícias

-Publicidade -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here