quinta-feira, 18 julho 2024
- Publicidade -
HomeSaúdeSP adia prazo para conclusão de entrega de 100 milhões de doses

SP adia prazo para conclusão de entrega de 100 milhões de doses

Date:

Related stories

Haddad antecipa anúncio e diz que governo vai congelar R$ 15 bi em despesas

“São R$ 3,8 bilhões de contingenciamento e R$ 11,2...

Botafogo vence Palmeiras e se isola na liderança do Brasileirão

Partida foi uma das melhores do Brasileirão até então,...

Sancionada lei que permite prescrição de medicamentos por enfermeiros

Decisão foi publicada no DODF desta quarta-feira (17) e...
spot_img

Após se comprometer a realizar a entrega de 100 milhões de doses de vacinas da CoronaVac ao Ministério da Saúde até o final deste mês, o governo paulista voltou atrás e, nesta segunda-feira (30), às vésperas do prazo final, anunciou que irá adiar a entrega dos imunizantes. A mudança de cronograma foi justificada pelo diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, devido ao “descredenciamento” do Ministério da Saúde com relação à vacina.

“O Ministério tem a cada dia dado notícias no sentido de descaracterizar, descredenciar a vacina. Então nós vamos repensar o cronograma”, disse Covas. O diretor afirmou que além da existência de outros contratos a serem atendidos, o fato de o Ministério da Saúde ter excluído a CoronaVac das vacinas elegíveis para uma terceira dose de reforço contra covid-19 também pesou na decisão do Instituto. “Muda toda a programação”, afirmou.

Dimas Covas não afirmou qual seria o novo prazo de entrega dos imunizantes, mas garantiu que o Instituto Butantan teria vacinas o suficiente para concretizar o contrato. “Nós temos 13 milhões de doses, então, mais do que o suficiente para cumprir o contrato com o Ministério e atender os estados”, afirmou, dizendo que a distribuição das vacinas será feita agora no “momento adequado”.

As falas aconteceram nesta manhã, em entrevista coletiva, durante a entrega de 10 milhões de doses da CoronaVac ao PNI (Plano Nacional de Imunização). A entrega representa o maior lote de imunizantes repassados pelo governo paulista ao Ministério da Saúde. Com a entrega, o governo paulista já realizou a entrega de 92,850 milhões de doses da CoronaVac à Saúde

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), também afirmou que, por enquanto, não há nenhuma “recomendação explícita” do governo do estado para adoção do passaporte covid, um documento que comprove a vacinação contra a covid-19 para a entrega em eventos. Contudo, o dirigente afirmou que o governo irá respeitar as decisões municipais com relação ao tema.

Fonte : R7.

Assine

- Nunca perca uma história com notificações

- Obtenha acesso total ao nosso conteúdo premium

- Navegue gratuitamente em até 5 dispositivos ao mesmo tempo

Últimas notícias

-Publicidade -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here