Um jovem, de 21 anos, suspeito de atirar contra o médico que foi morto em frente à família em Guarujá, no litoral de São Paulo, foi preso após ser flagrado roubando. Ele estava roubando com um comparsa e foi localizado por policiais militares na comunidade conhecida como Areião na noite desta quarta-feira (8). Ele já tinha prisão temporária decretada pela Justiça

Ele é suspeito de participar do latrocínio do médico infectologista Rodolfo Enrique Postigo Castro, de 60 anos, que foi morto a tiros na frente da própria família. O adolescente de 17 anos que participou junto com ele do crime foi apreendido por suspeita de envolvimento no dia 5 de agosto.

O suspeito, além de ter um mandado de prisão temporária pela morte do médico, tinha uma mandado de prisão preventiva por uma troca de tiros com a PM e foi preso em flagrante por roubo. Conforme informado pela polícia, eles estavam assaltando no bairro Enseada.

Eles tentaram fugir dos policiais e entraram na comunidade Areião. O suspeito bateu a moto em um caminhão, tentou correr, mas foi preso. O comparsa fugiu, mas um homem que estava em outra moto também foi levado para a delegacia. Durante a ocorrência, os polícias militares reconheceram que ele era o procurado pela morte do médico.

O suspeito de 21 anos foi identificado no fim de agosto. Segundo a polícia, ele é suspeito de ter atirado no médico. A principio, acreditavam que o menor de idade tivesse efetuado o disparo, porém após o depoimento do adolescentes e novas diligências, foi identificado que, na verdade, o maior era quem estava na garupa da moto e foi quem atirou contra a vítima.

Após o flagrante nesta quarta, ele foi levado para a Delegacia Sede de Guarujá, onde o caso vai ser registrado e, com isso, o suspeito será encaminhado para a cadeia onde ficará à disposição da Justiça.

Fonte: G1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui