A Igrejinha Nossa Senhora de Fátima, localizada na 307/308 Sul, foi, mais uma vez, alvo de criminosos. Na madrugada desta quarta-feira (25/8), arrombaram a porta principal do templo e levaram um crucifixo produzido em madeira e bronze, que estava no altar.

Segundo funcionários, o local só conta com seguranças durante o dia. Em 2020, a Igrejinha foi furtada duas vezes. À época, após o segundo furto, o frei Reinaldo, responsável pelo templo, informou que iria reforça as instalações de segurança.

“Nós estamos estudando algum sistema de segurança. A melhor forma para tornar a segurança ali mais efetiva”, disse o religioso.

No ano passado, os crimes ocorreram entre outubro e novembro. O intervalo entre os furtos foi de apenas 22 dias.

Fonte: Metrópoles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui