domingo, 26 maio 2024
- Publicidade - spot_img
HomeDestaqueExplosivos deixados em ruas fazem Araçatuba parar após mega-assalto

Explosivos deixados em ruas fazem Araçatuba parar após mega-assalto

Date:

Related stories

DF: foragido da Justiça tenta fugir de bicicleta, mas é preso

Um homem que estava foragido da Justiça foi encontrado...

Morre juiz Nelson Ferreira Júnior, titular da 6ª vara criminal do DF

Juiz titular da 6ª Vara Criminal de Brasília, Nelson...

Aposta simples no DF acerta quina da Mega-Sena e fatura R$ 62 mil

O Distrito Federal é a casa de mais um sortudo a...
spot_img

O mega-assalto a agências bancárias de Araçatuba que terminou com três mortos, três detidos e cinco feridos na madrugada desta segunda-feira (30) mudou a rotina da cidade. Lojas, empresas, escritórios e escolas estão fechados pela ameaça de explosões de artefatos que a quadrilha espalhou pela cidade.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública, 40 explosivos em 20 pontos da cidade foram deixados pela quadrilha. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) está no local para desarmar as bombas.

Várias ruas foram interditadas para evitar a circulação de pessoas, já que os artefatos estão equipados com sensores de proximidade, segundo a polícia.

Em um vídeo feito por uma câmera de segurança é possível ver um dos criminosos espalhando explosivo. No vídeo é possível ver que o artefato emite luzes de raio laser verde.

Um desses explosivos deixou gravemente ferido um morador de 25 anos que passava de bicicleta por um dos pontos. A polícia não sabe se ele apenas se aproximou de uma dinamite ou se chegou a tocá-la, mas o artefato explodiu e atingiu o homem, que teve os pés e os dedos das mãos amputados.

Impactos na cidade

O crime também interferiu na vacinação contra a Covid-19, pois um dos pontos de imunização ficou fechado. Como no município fica a sede do Departamento Regional de Saúde (DRS), não houve a distribuição de vacinas e Birigui cancelou a vacinação nesta segunda-feira.

O prefeito de Araçatuba, Dilador Borges, suspendeu as aulas nas escolas municipais; escolas estaduais também cumpriram a medida.

Em nota, a Prefeitura de Araçatuba afirmou que o transporte público vai operar durante todo o dia, mas com alteração nas rotas para evitar o Centro da cidade.

O município também lamentou o ocorrido e se colocou à disposição das famílias das vítimas e de moradores que foram usados como reféns.

Equipes foram disponibilizadas para realizar atendimento psicológico por meio dos telefones (18) 3624-5565, (18) 3637-1050 e (18) 99607-3897.

O CRAVI – Centro de Referência e Apoio à Vítima, entidade que atua em parceria com o Governo do Estado, também vai prestar apoio aos moradores pelos números (18) 3301-9751; (18) 9777-5771 e (18) 98143 -7074.

Fonte: G1.

Assine

- Nunca perca uma história com notificações

- Obtenha acesso total ao nosso conteúdo premium

- Navegue gratuitamente em até 5 dispositivos ao mesmo tempo

Últimas notícias

-Publicidade -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here